Solitude

Te fazem acreditar que a solidão é algo ruim, deprimente, insuficiente para que você seja uma pessoa normal. Mas, ah, a solidão é tão gostosa! Devem desencorajá-la exatamente por ser assim tão boa, pois..imagina se todo mundo soubesse como é bom ficar sozinho por horas, dias…

A solidão tem um quê de poesia e boa música que invade os ouvidos e preenche as longas horas olhando para o nada.

Vazio, mas pleno.

Um copo de café, uma folha e uma caneta. Vida feita. 

A chuva lá fora intensificando o doce frio do inverno.

Um casaco, um edredom e um travesseiro.

Sente o cheiro? Chuva fresca, café passado, bolo pronto. 

Nostalgia.

E as vozes na minha cabeça cantam em alegria e calam-se e murmuram e também sussurram e, ah!, como gemem.

E eu lembro de todas as vezes em que éramos eu e você em um silêncio mais cheio de palavras que o melhor dos discursos.

Tantas palavras gastas. Nada foi dito. Mas tua quietude me fala tanto que eu talvez me cale permanentemente.

Um voto de silêncio ao amanhecer, ainda que as vozes me digam para deixar transparecer tanto a minha felicidade quanto a minha angústia. E eu ainda assim me calo.

A solidão me diz olá, então me abraça e me mostra as coisas lentamente, quase como um sol nascente que vai iluminando tudo. Tudo claro. Hora de agir.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s