Procurando o lado bom da vida

O mundo é um lugar difícil de se viver, há guerras, ódio, desprezo, tantas coisas que nos tornam infelizes, que complicam muito nossas tentativas de lembrar que há coisas boas em nossas vidas.
Não lembro quando li Pollyanna (de Eleanor H. Porter) pela primeira vez, mas lembro o que aquela menininha de 11 anos me fez sentir página após página…

O livro me fez sorrir e chorar, ainda faz, porque ele me mostrou que eu não tenho motivos para reclamar, ou ficar triste e chateada. É uma obra maravilhosa, melhor que qualquer conselho, afinal “Começou com um par de muletas que vieram na barrica do missionário.”, ao menos para ela, para mim, tudo começou com ela.

Na pressa do dia a dia eu acabo esquecendo do livro, do Jogo; mas sempre chega um momento em que eu me sinto tão sobrecarregada que só consigo pensar “preciso de uma dose de Pollyanna” e vou correndo pro sofá abraçada no meu, já gasto, exemplar.

Depois de um pouco de Pollyanna tudo fica melhor e os problemas parecem ser o que realmente são: besteiras que foram levadas a sério demais e que só precisavam de um pouco de calma para serem resolvidas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s