#4

Esse negócio de escrever sem parar me faz esquecer de mim, tem sido intrigante olhar no espelho vez ou outra e descobrir coisas que eu já não lembrava.
Essa manhã eu descobri uma tatuagem nas minhas costas. Linda. Preciso rir da minha cara. Entrei tanto no novo livro, nas descrições detalhadas em primeira pessoa e acabei me tornando um pouco do personagem.
Eu já tenho alguns capítulos e eu tenho escrito por horas seguidas. Claro, eu me desvio em outros textos, outras ideias, minha cabeça é uma bagunça.

Ontem eu criei uma frase. Algumas horas depois eu a encaixei num texto – totalmente sem querer, ou será que minha cabeça está me pregando peças a um novo nível?

Eu sonhei com aqueles dias em que dançávamos à luz do sol no quintal da tua casa e fazíamos guerrinhas de água – para o meu total desespero, que sempre voltava imunda para casa – então você me abraçava e dizia que um dia, quando eu fosse mais velha, ia lembrar daquilo tudo, de nós. Eu nunca esqueço.

Minhas unhas estão grandes e pintadas. Minha casa está limpa e arrumada. Que está acontecendo? Ah, ainda bem, aqui dentro ainda é tudo bagunça, eu não saberia lidar comigo mesma se não fosse.

Hoje é um dia importante: TCC da Duda. Quis chorar várias vezes, mas fiquei segurando porque ela falou que se eu chorasse ela também choraria. Bom, suponho que ela está terminando de apresentar e meu coração tá pequenininho de tanto enviar carinho pra ela. Sei lá, dizem que desejo de bruxa de realiza…to me focando nisso, em cada detalhe que vai dar certo.

Eu tenho uma leitora que não faz parte do círculo de família/amizades. Eu não sei quem ela é, mas obrigada e…bom, desculpa pela baboseira.

Anúncios

One thought on “#4

  1. “Minhas unhas estão grandes e pintadas. Minha casa está limpa e arrumada. Que está acontecendo? Ah, ainda bem, aqui dentro ainda é tudo bagunça, eu não saberia lidar comigo mesma se não fosse.”

    Por vezes sinto um pouco isso. Tudo parece estar demasiado arrumado face ao que eu sou/me sinto. E depois paro e olho para mim e tudo permanece igual de mim para mim.
    Mesmo assim, tenho necessidade de desarrumar qualquer coisa, só para dizer que eu vivo algures nesta casa e neste corpo, alguma coisa tem de estar fora do lugar.

    Beijocas*

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s