Dear Jane

Eu gosto de como Jane escreve, gosto de sua frequência, de seu ritmo, de suas escolhas gramaticais. As ideias de Jane fluem e ela se engrandece nos pequenos detalhes: na descrição de uma mobília, na ironia leve (tão leve que passa despercebido por muitas pessoas), mas não o suficiente para passar despercebida, nas observações inteligentes e na marca de uma visão ácida e certeira acerca do que estava errado com a sociedade de seu tempo.
Seus personagens um tanto caricatos, expostos ao ridículo de si mesmos e ‘pegos pela língua’, posto que a grande maioria faz exatamente o que reprime em outrem. Suas críticas que podem passar facilmente despercebidas por alguém que leia apenas mais um romance. Jane não é apenas uma escritora de romance. Ela é uma versão feminina e agradável e extremamente habilidosa de outro escritor que aprecio muito por suas caricaturas e suas críticas – conhecido comumente como boca do inferno.
Talvez eu esteja errada em meu ponto de vista, mas ao menos essas ilusões me são agradáveis.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s