Resenha: A Linhagem, de Camila Dornas

a_linhagem_1357397488b

A Linhagem se passa no século XVIII, em uma Inglaterra perigosa para uma mulher talentosa. Evangeline é uma mulher de mentalidade muito avançada para seu tempo, exprime em seu discurso em suas ações toda a sua vontade de ser livre para fazer suas próprias escolhas.

“E depois de passar tanto tempo trancada na biblioteca lendo poesia, eu tinha uma ideia de como minha vida deveria ser dali em diante, e casar-me com um desconhecido não fazia parte dela.”

Com a morte prematura da mãe de Evangeline, ela é criada por Morgana que, apesar de seus esforços, não consegue por realmente algum juízo na menina. Seu pai, um homem de gênio terrível e que não lhe dá afeto algum, dá a mão de Eva em casamento, o problema? Ela não conhece o homem e não pretende casar sem amor.

“-Se tudo der certo, no final da noite, eu não terei noivo nenhum. Não deixarei que nenhum homem decida meu futuro, Mor – eu disse, decidida.”

Até conhecer um homem misterioso chamado Dorian, Eva nunca tinha considerado a possibilidade de que existissem outros como ela. Enquanto aprende mais sobre seus dons e sobre sua mãe (assunto proibido por seu nada amoroso pai), ela precisa investigar um importante crime que poderá levá-la para a fogueira.
Henry é um importante ajudante nessa aventura. Desde o primeiro encontro há uma forte conexão entre Eva e ele. Ele conquista sua confiança facilmente e também seu coração, mas será que Henry ainda a amaria se soubesse toda a verdade sobre ela?
Em meio a muito romance, ação, mistério e magia, Camila nos envolve em um maravilhoso e eletrizante mundo e nos carrega pelas páginas com uma narrativa bem escrita, deliciosa e fluída.
Houveram, sim, algumas falhas de contextualização. Alguns itens e expressões jamais poderiam pertencer à época por serem posteriores ao romance, algo que pode muito bem passar despercebido.
A Linhagem deixa claro que Camila ainda pode nos dar muita coisa boa e eu estou ansiosa para ler mais de sua autoria (ela possui outro livro publicado: ‘Subconsciente’).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s